IMPRO defende debate amplo com servidores sobre adequação de alíquota previdenciária; Prefeitura tem até 30 de setembro para apresentar proposta

IMPRO defende debate amplo com servidores sobre adequação de alíquota previdenciária; Prefeitura tem até 30 de setembro para apresentar proposta

O Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Rondonópolis – IMPRO comunica aos seus segurados e servidores públicos municipais que o estudo atuarial, conforme exigência do governo federal, foi enviado para análise dos técnicos da Prefeitura. Uma cópia da documentação também foi encaminhada para o Sindicato dos Servidores Públicos e Municipais de Rondonópolis – Sispmur.

O diretor executivo do IMPRO Roberto Carlos Correa de Carvalho, lembra que neste momento é preciso promover o máximo de esclarecimentos ao servidor. “A questão previdenciária sempre foi tratada de forma aberta pela diretoria do IMPRO. Desde 2015 promovemos palestras para alertar o que poderia vir depois da reforma da Previdência Social. O que ontem era projeto, hoje é lei e ela tem prazo para entrar em vigor em Rondonópolis. O IMPRO não pode apresentar um projeto lei e pedir a implantação dessa ou daquela alíquota. A decisão é toda do poder público municipal. Mas podemos promover debates. Acreditamos que gestores da Prefeitura vão chamar representantes de vários setores do serviço público municipal, IMPRO, Serv Saúde, Sispmur e vereadores para contribuir na composição deste projeto. É essa transparência que estamos defendendo”.

O procurador do IMPRO Danilo Ikeda, lembra que a autarquia defende desde janeiro deste ano a criação de uma comissão ampla com servidores ligados a sindicato, secretarias, Câmara, Serv Saúde, Prefeitura e IMPRO. “Ainda temos tempo, acho que a Prefeitura ainda pode propor essa comissão. É um caminho racional e sem qualquer tipo de divisão ou favorecimento. O IMPRO está aberto e totalmente sensível a questão. Nosso diretor executivo Roberto Carlos colocou toda a diretoria a disposição para ajudar no que for necessário e fazer os esclarecimentos devidos”.

Na última semana a diretoria do IMPRO participou de duas videoconferências que debateram o estudo atuarial e alíquota previdenciária.

O último encontro virtual foi transmitido na página do Facebook do IMPRO. O Arquivo também está salvo e disponível no canal do You Tube do IMPRO.

Prazo

De acordo com o Ministério da Economia, a Prefeitura de Rondonópolis tem até 30 de setembro para promover as adequações de alíquotas exigidas pela nova lei da Previdência Social.