Patrimônio líquido evolui quase 170% em 8 anos e passa dos R$ 332 milhões

A atual gestão do IMPRO segue colhendo excelentes resultados com a política de investimentos implantada há quase 10 anos, que é revisada anualmente. De acordo com dados atualizados da Atuarial Consultoria, a instituição terminou o primeiro semestre de 2023, com patrimônio líquido no valor de R$ 332.995.824,01.

Em seis meses a valorização passa dos 6%. A autarquia fechou 2022 com R$ 314.791.690,19.

Os bons números demonstram mais uma vez o comprometimento da diretoria IMPRO. Mesmo com dois anos de pandemia, crise econômica mundial e guerra na Europa, o órgão seguiu com saldo positivo e numa curva ascendente. “Esse trabalho é fruto da união de um grupo que faz gestão para o servidor. É preciso destacar também a participação do nosso Comitê de Investimento, da empresa de consultoria e também do empenho do nosso diretor executivo Roberto Carlos, que dá muita liberdade para executarmos nossas funções e tomar decisões. O resultado está aí e vamos buscar novos números”, pontua a gerente de finanças e investimentos do IMPRO, Lucinete Oliveira.

Desde 1º de julho de 2015, data que marca o início da atual gestão, o IMPRO prioriza boa parte dos investimentos em entidades públicas, conservadoras e seguras. Todas as instituições são credenciadas e comprometidas com as normas do Ministério da Economia e Ministério da Previdência Social. Hoje mais de 87% do dinheiro investido está no Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. O restante está aplicado em instituições de credibilidade como Sicredi e Itaú.

Há 97 meses, o patrimônio líquido era de quase R$ 124 milhões. Com os números atuais na casa de quase R$ 333 milhões a valorização é de 170%.

Para Roberto Carlos o número é uma conquista que deve ser comemorada por todos os servidores públicos municipais de Rondonópolis. “Mesmo com número reduzido de servidores estamos conseguindo, com extrema competência de nossos gerentes e servidores, superar todas as projeções e garantir por mais algumas décadas o bem maior do servidor, que é a garantia da aposentadoria. Mesmo com cenário nem sempre favorável, vencemos e o dinheiro do trabalhador seguirá valorizado enquanto está diretoria estiver na administração do IMPRO”, afirma.