Número de benefícios do IMPRO cresce mais de 94% em pouco mais 5 anos

O IMPRO – Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Rondonópolis acaba contabilizar mais um número expressivo. O trabalho focado na filosofia “de servidor para servidor” é comprovado em números.

A atual diretoria assumiu a autarquia em julho de 2015, com desafio de destravar processos de aposentadorias e pensões. Um plano de celeridade foi implantando e o resultado, em pouco mais de cincos anos, supera as expectativas.

No mês de julho, de 2015, ano que marca o início da gestão, o IMPRO tinha em seu banco de dados 430 beneficiários (aposentados e pensionistas)

Com a modernização do sistema e o início da digitalização de dados, esse número saltou, em 1º março de 2021, para 837, um crescimento de 94,56%. “É um crescimento inédito e muito expressivo. Esse é mais um fruto do emprenho de diretores e servidores do Instituto. Os números comprovam que estamos no caminho certo. Nosso objetivo é reduzir ainda mais burocracia e conceder o quanto antes o que é de direito do servidor e familiares”, conta Roberto Carlos Correa de Carvalho, diretor Executivo do IMPRO.

Atualmente o IMPRO é um dos órgãos de previdência com maior celeridade do Estado, para conclusão de processos de aposentadorias e pensões. O tempo médio entre o pedido do benefício até concessão é de 25 dias. “Hoje temos a tecnologia a nosso favor, boa parte do atendimento é adiantado por nossos canais de comunicação. Mesmo com uma demanda que não para crescer conseguimos reduzir o tempo de resposta dos processos. A tendência é que esse prazo fica ainda menor. Estamos com um processo de digitalização em curso, que só não está mais adiantado devido a pandemia”, explica, Fábio Lima, gerente de Benefícios do IMPRO.

O IMPRO é uma entidade de direito público, natureza autárquica com autonomia administrativa e financeira, recebendo o tratamento de “Instituto”. A autarquia se destina a assegurar, aos seus segurados e a seus dependentes os meios de subsistência nos eventos de invalidez, doença, acidente de trabalho, idade avançada, reclusão e pensão por morte; e a proteger a maternidade e à família.