Número de aposentados e pensionistas do IMPRO aumenta em quase cem por cento em 7 anos

O IMPRO  – Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Rondonópolis segue fazendo história no serviço público. O órgão deve atingir a expressiva marca de mil concessões de benefícios nos próximos dias.

O dado representa uma nova realidade da autarquia. Desde quando assumiu a instituição, a atual diretoria do IMPRO trabalha pela desburocratização do sistema de pensões e aposentadorias.

Mudança que fica mais clara em números: Em julho de 2015, quando a atual administração foi empossada o quantitativo de aposentados e pensionistas era 510. Passados 7 anos essa marca está em 990. O aumento é de 95%.

Para produzir o resultado, algumas medidas foram tomadas. Entre elas a simplificação dos processos, mudança no sistema de informação e a digitalização de toda a documentação. Atualmente o tempo médio para finalizar os pedidos é de 25 dias. O prazo é um dos menores entre os 2.123 entes que possuem Regimes Próprios de Previdência Social no Brasil. “Ficou bem mais rápido e prático. Em muitos casos conseguimos iniciar trâmite de concessão do benefício por telefone ou aplicativo de mensagem. Se não tiver nenhuma ocorrência, fechamos todo o processo num intervalo inferior a 30 dias. São poucos os órgãos no Brasil que conseguem um tempo resposta tão curto como o nosso. Isso é fruto do trabalho e comprometimento dos gerentes e servidores do IMPRO”, explica o gerente de benefícios Fábio Lima.

O diretor executivo do IMPRO Roberto Carlos Correa de Carvalho pontua que o protocolo de atendimento implantado pela atual gestão ainda promove mais humanização no serviço público. “Nas primeiras semanas que assumimos o IMPRO fizemos várias conversas, que tinham como ponto comum a celeridade na concessão dos benefícios. Sabemos que existem regras distintas por categorias, tempo de serviço e outras exigências que vem lá do governo federal, mas precisamos contornar essa situação e promover mais conforto para aqueles que trabalharam 25, 30, 40 anos para a sociedade. Hoje, mesmo com o número reduzido de servidores, pela falta de concurso público, conseguimos atingir nossa meta. A pessoa que já completou seu tempo de contribuição, comprovada em documento, chega no IMPRO e sai sabendo quando vai se aposentar. Isso é dignidade, respeito com o ser humano que serviu a sociedade e agora tem todo o direito de descansar. Nossa meta é reduzir ainda mais o prazo de espera e com uma equipe comprometida chegaremos lá’ “, destaca.

Patrimônio líquido

Mesmo com quase o dobro de benefício para pagar, o IMPRO seguiu garantindo o bem maior do servidor público, que é patrimônio líquido da entidade. A “poupança” que vai garantir o pagamento de aposentados e pensionistas pelas próximas décadas apresentou valorização inédita na história dos quase 24 anos do IMPRO.

Há 74 meses, o patrimônio líquido era de quase R$ 124 milhões. Hoje, segundo a consultoria de investimentos Sete Capital, o montante já é de quase R$ 15 milhões. A valorização nesse intervalo é de quase 160%.