IMPRO supera crise e patrimônio líquido deve chegar a quase 270 milhões

IMPRO supera crise e patrimônio líquido deve chegar a quase 270 milhões

Mesmo com um ano adverso para o mercado de investimentos, a direção do IMPRO provou mais uma vez que boa gestão pública faz toda a diferença.

A autarquia deve fechar 2020 com um patrimônio líquido próximo dos R$ 270 milhões. O relatório da consultoria financeira Sete Capital, que deve confirmar essa rentabilidade, será entregue em janeiro. “Nós tivemos um ano muito complicado, com o mercado oscilando muito devido a pandemia. A diferença mais uma vez foram os fundos públicos, mais conservadores, porém extremamente seguros”, explica Lucinete Rodrigues de Oliveira, gerente de Finanças e Investimentos do IMPRO.

O diretor executivo do IMPRO, Roberto Carlos Correa de Carvalho lembra, que mesmo sem o resultado oficial, a rentabilidade obtida nos últimos 11 meses já é motivo para celebrar. “A pandemia promoveu um grande estrago na economia mundial. Tivemos que tomar decisões para investir nesse ou naquele fundo de forma cirúrgica. Foi uma grande vitória, preservamos o dinheiro do servidor e promovemos lucros. 

Desde 1º de julho de 2015, a atual gestão do IMPRO prioriza investimentos em entidades públicas. A decisão potencializou as aplicações do IMPRO. Há 5 anos o patrimônio líquido era de R$ 119 milhões. A valorização passa dos 120%.