IMPRO firma parceria com Secretaria de Cultura e recebe obra de arte

O IMPRO firmou parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, que está viabilizando a aquisição de um novo acervo artístico para o Instituto. 

A autarquia formalizou a adesão a projeto Circularte e conseguiu a cedência da obra Arara Azul (2014), do renomado José Antônio de Lara, também conhecido como Zé Côca. O artista plástico, morto em 2017, deixou um vasto acervo de sua arte, que sempre valorizava a natureza de Mato Grosso. 

A ideia do Circularte é promover a circulação de obras de artes em prédios públicos da cidade. O IMPRO foi o primeiro beneficiado do projeto. “É uma bela iniciativa, quando fiquei sabendo procurei a Secretaria Municipal de Cultura e manifestei interesse do IMPRO. Foi tudo bem rápido, sem qualquer burocracia. Nosso IMPRO ficou lindo com essa belíssima tela”, enaltece Lucinete Oliveira, gerente de Finanças e Investimentos do IMPRO. 

Segundo o historiador e servidor municipal, lotado na pasta da Cultura, José Roberto de Souza cada cedência tem prazo de quatro anos e renovável por mais quatro. Mas as obras podem ser trocadas antes do tempo estipulado. “É só procurar a Cultura, teremos prazer em promover um rodízio desse material. A única coisa que pedimos é que os gestores visitem nosso acervo, escolham uma obra disponível, conheçam a história dela e depois façam o termo de adesão. O IMPRO fez uma bela opção, Arara Azul é uma tela fora de série”.

A escolha também agradou o diretor executivo do IMPRO, Roberto Carlos Correa de Carvalho. “Nossa cidade precisa de conhecimento, riqueza intelectual e lazer. Precisamos de cultura! Sou fã incondicional do Zé Côca, um grande artista, conhecido nacionalmente por pintar as belezas Rondonópolis e Mato Grosso. Isso é apenas o início de uma grande parceria, vamos trabalhar juntos por novas aquisições”.