Comitê aprova investimento de R$ 8 milhões em bancos públicos

Representantes do Comitê de Investimento do Instituto de Previdência Social dos Servidores de Rondonópolis – IMPRO aprovaram na última semana uma nova rodada de investimentos. Os valores serão aplicados em bancos da iniciativa pública.

A proposta de aplicação na ordem de R$ 8 milhões nos Bancos do Brasil e Caixa Econômica Federal foi aprovada por unanimidade pelos conselheiros. A conduta faz parte da nova política adotada pela atual gestão do IMPRO, que prima por investir em títulos públicos de renda fixa. O que segundo a gerente de finança e investimento Lucinete Rodrigues de Oliveira oferece mais segurança nas operações de aplicações. “Investir em títulos públicos garante mais tranquilidade. Além de ser mais seguro, não tem carência e a qualquer momento é possível fazer o resgate”, explica.

Dessa forma, a diretoria do instituto segue valorizando o fundo que garante benefícios para servidores públicos municipais. “É preciso muita responsabilidade para lidar com dinheiro público. Quando assumimos o IMPRO encontramos um órgão com sérias dificuldades para investir. Nossa diretoria conseguiu organizar a casa e proporcionar novo fôlego financeiro. Para continuar sem sustos optamos em investir em bancos vinculados ao sistema público. A rentabilidade pode ser um pouco menor, mas temos a segurança que perderemos um centavo. Assim estamos capitalizando e atingindo mês a mês ótimos números”, conta Roberto Carlos Corrêa de Carvalho, diretor do IMPRO.

De acordo com as regras do governo federal Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) devem promover investimentos de acordo com a meta atuarial estipulada, que atualmente é soma da inflação mais o adicional de 6%.  Nos últimos anos o IMPRO bateu e superou essa meta em 1,23%. A lucratividade é superior a média nacional.

Ganho real

Até 31 de julho de 2015 o IMPRO tinha uma carteira de R$ 120 milhões investidos em fundos. De 1º de julho (data que marca o início da atual gestão) do mesmo ano até 31 de julho de 2017 os valores subiram para R$ 190 milhões. A meta é chegar até dezembro deste ano com R$ 200 milhões.

Comitê de finanças

A composição do Comitê de Finanças do IMPRO para o triênio 2015/2018 é formando pelo Diretor Executivo do IMPRO Roberto Carlos Corrêa de Carvalho, a Gerente de Finanças e Investimento do IMPRO, Lucinete Rodrigues de Oliveira, pelo Secretário Municipal de Finanças Rodrigo Silveira Lopes, pelo Procurador do IMPRO e membro do Conselho Curador Danilo Ikeda Caetano e pela funcionária pública e membro do Conselho Fiscal Olívia Oliveira Muniz.