Dor ou desconforto nas costas? Com algumas mudanças no seu dia a dia, você pode evitar esses problemas

Foto: PORTAL VITAL

Sentar-se de qualquer jeito, carregar mochila pesada – excedendo 10% do peso corporal -, levantar pesos de forma errada… “Esses e outros péssimos hábitos podem causar sérios danos à coluna”, alerta o ortopedista Rogério Vidal de Lima, membro da Sociedade Brasileira de Coluna e da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.

Fundamental para o organismo, a coluna vertebral é o eixo ósseo que sustenta, amortece e distribui o peso corporal. Além disso, ela protege a medula espinhal – a ligação nervosa entre o cérebro e o restante do corpo, responsável pela transmissão dos impulsos nervosos que possibilitam a realização dos movimentos, assim como a sensibilidade térmica, tátil e dolorosa. Por ser tão importante, ela leva muita gente aos consultórios dos ortopedistas. “Pesquisas mostram que 50% a 80% dos adultos serão vítimas, durante a vida, de alguma dor causada por problemas na coluna”, conta Rogério.

Para se prevenir, pratique exercícios físicos, que fortalecem os músculos e aumentam o fluxo sanguíneo nos discos da coluna, ajudando-os a resistir à pressão diária. “E dê atenção à sua postura, pois pequenos erros podem ter consequências desagradáveis. Por exemplo, ao varrer a casa, use uma vassoura com cabo longo e mantenha as costas retas. Para falar ao telefone, nada de apoiar o aparelho entre o ombro e o pescoço, segure-o com a mão”, orienta o médico

Comprar um colchão ortopédico, com selo do Inmetro, e evitar dormir de bruços – posição que força a coluna – são outros cuidados que ajudam a prevenir as dores. Na hora de trabalhar, é importante escolher uma cadeira com encosto alto e que permita aos joelhos formarem um ângulo de 90º. Se necessário, use um apoio para os pés e uma almofada para as costas.

E para chegar à maturidade com flexibilidade e livre de dores, comece a se cuidar desde cedo! Adote um estilo de vida saudável, pratique atividades físicas, mantenha o peso estável e evite os erros de postura. “A partir dos 30 anos, inicia-se o processo de degeneração natural do organismo. As articulações começam a sofrer desgastes e há perda muscular. Consequentemente, a coluna fica sobrecarregada, provocando dores e perda da flexibilidade, que se tornam ainda mais intensas a partir dos 50 anos. Entre os principais problemas estão a artrose, contraturas musculares, estreitamento do canal vertebral e hérnia de disco”, explica o ortopedista.

Mas se você já sofre com dores e falta de flexibilidade, o primeiro passo é marcar uma consulta com o ortopedista e seguir sua orientação. “Tratamentos como fisioterapia, acupuntura, RPG, alongamento e a prática de pilates ajudam a aliviar a dor e a melhorar a postura”, comenta Rogério. E se quiser praticar atividades físicas, opte pelas realizadas dentro da água, que têm baixo impacto e são relaxantes.

 

 

Fonte: PORTAL VITAL