Servidores do IMPRO participam do lançamento do novo Aplic do TCE

Os servidores do Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Rondonópolis – IMPRO, Wellington Portela, Genilson de Carvalho, Janssem Janssen Nascimento Farias e o prestador de serviço de sistema de gestão previdênciária Ronny Wdson participaram nesta semana do lançamento do novo modelo de Aplic do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso – TCE-MT.

As mudanças foram apresentadas nesta terça-feira (24) aos representantes das unidades gestoras municipais de todo o Estado, da Associação Mato-grossense de Municípios (AMM) e das empresas prestadoras de serviço de software contábil. A novidade é resultado da colaboração dos próprios usuários do sistema que passou por uma das mais amplas e profundas adequações desde a sua criação pelo Tribunal há 15 anos.

Iniciado em outubro de 2018, as alterações passaram por várias etapas que incluiu a realização de consultas em que foram identificadas as dificuldades e apontadas soluções, definidas as diretrizes e esclarecidas as dúvidas sobre os segmentos que integram o conjunto de dados a serem enviados e validados no sistema.

Entre as mudanças de destaque, estão a exclusão de mais de 100 tabelas, reduzindo as 300 anteriores para pouco mais de 200 e a introdução da segmentação das cargas mensais, que passam a ser feitas em quatro cargas menores, mais leves e fáceis de serem validadas e enviadas ao Tribunal.

Também foram criados padrões para alterações no próprio sistema, como por exemplo, o estabelecimento de "quarentena" para a entrada em vigor de regras restritivas e a criação de um grupo de avaliação para analisar qualquer proposta de novo regramento. Já as regras que implicarem em flexibilização do sistema poderão ser implementadas de imediato. Também foram suprimidas do Aplic uma série de redundâncias de informações e definidos de forma mais clara os dados prioritários com os quais o Aplic deve ser abastecido. "A mudança é muito proveitosa, vai reduzir a burocracia substancialmente. Muitas informações que antes eram fracionados em duas ou mais tabelas, agora podem ser enviadas em apenas uma tabela. Outro fator positivo é que o gestor do RPPS pode visualizar em tempo real se as cargas do Aplic foram enviadas dentro do prazo. Isso melhora  eficácia do serviço público", comenta Ronny Wdson.